First International Conference of Young Urban Researchers (FICYUrb)
    Home > Papers > Isabel Pato
Isabel Pato

Politicas públicas e identidade territoriais urbanas

Isabel Pato
Centro de Estudos Geográficos-Universidade Lisboa

     Full text: PDF
     Last modified: June 11, 2007
     Presentation date: 06/12/2007 2:30 PM in ISCTE-II B201
     (View Schedule)

Abstract
No seio da problemática da segregação analisa-se o território enquanto espaço social e espaço vivido a partir da noção de identidade. Reportamo-nos a dois espaços urbanos situados respectivamente nas periferias das metrópoles de Lisboa e de Bordéus para problematizar os processos que conduzem à formação das identidades territoriais estigmatizadas e estigmatizantes.
Parte-se da inquirição da apropriação e da auto-inscrição territorial de uma população especifica –os jovens. Face à constatação de formas de apropriação semelhantes, reflecte-se sobre a diferenciação dos discursos, sublinhando-se a importância das políticas urbana e social (a denominação, a delimitação, mas também os conteúdos ideológicos percepcionados naquelas políticas) enquanto referente incontornável da formação dos territórios identitários dos jovens.
Mais do que o confronto entre dois territórios, trata-se de confrontar diferentes lógicas de concepção das políticas urbanas e sociais contra a segregação socio-espacial. Em França, a territorialização destas políticas define-se numa lógica vertical e assistencialista. A sua operacionalização faz-se à escala local num modelo fortemente contratualizado no seio do qual se instala uma tensão entre partenariado e competição institucional. O questionamento deste modelo a partir do eixo da identidade emerge da constatação dos seus limites para a recomposição de identidades territoriais estigmatizadas.
Em Portugal, longe das políticas urbanas “clássicas” operacionalizadas numa lógica zonada, no território estudado prefigura-se um modelo alternativo potencialmente gerador de uma identidade territorial múltipla, porque assente na confluência de uma diversidade de representações sobre um mesmo território. Esta identidade é contudo frágil dada a intensa recomposição social e as fortes lacunas no domínio da acção social observadas.

Research
Support Tool
  For this 
refereed conference paper
Capture Cite
View Metadata
Printer Friendly
Context
Author Bio
Define Terms
Related Sites
Pay-Per-View
Social Sci Data
Social Theory
Online Forums
Legal Materials
Gov Policies
Media Reports
Action
Email Author
Email Others
Add to Portfolio



    Learn more
    about this
    publishing
    project...


Public Knowledge

 
Open Access Research
home | overview | program | call for papers | submission
papers | registration | organization | schedule | links
  Top