First International Conference of Young Urban Researchers (FICYUrb)
    Home > Papers > Maria Assunção Gato
Maria Assunção Gato

Do consumo do espaço à composição de estilos de vida na cidade Expo’98

Maria Assunção Gato
Universidade Nova de Lisboa-FCSH

     Full text: PDF
     Last modified: May 17, 2007
     Presentation date: 06/12/2007 11:45 AM in ISCTE-II B201
     (View Schedule)

Abstract
Em pleno processo de globalização, também a Antropologia tem procurado interpretar as múltiplas transformações que vêm afectando o quotidiano das sociedades, nomeadamente, as ocidentais e capitalistas que nas últimas décadas têm sido o alvo privilegiado de estudos dedicados ao consumo e respectivas dimensões.

Ao centrar a cultura num amplo e complexo processo de consumo, não só se propõem novas formas de pensar e fazer a ciência antropológica, como se abre um campo de trabalho imprescindível à compreensão das características destas sociedades. Uma delas será precisamente o reconhecimento do consumo enquanto campo de negociações, apropriações criativas e produções de estratégias de construção identitária variadas. Por tudo isto, ele é cultural e uma das vias mais globalmente usadas pelas sociedades para dar sentido às suas formas sociais e materiais.

Inerente a estes pressupostos está a ideia de que é também através da posse de bens economicamente valorizados, simbolicamente representativos e socialmente reconhecidos, que se entra no “jogo” da identidade, da distinção social e dos estilos de vida, entendidos enquanto comportamentos que através do consumo permitem uma caracterização social.

O estudo dos consumos culturais, em consonância com os estilos de vida permite-nos reconhecer que é no meio urbano que melhor se pode testar a hipótese de o espaço se constituir como um dos principais bens de consumo cultural e como elemento importante na definição de estilos de vida.

Na presente comunicação propõe-se a aplicação desta hipótese conceptual ao espaço da cidade Expo’98, entendendo-o como um dos principais protagonistas de um consumo cultural, na medida em que representa o palco de um quotidiano urbano estetizado e estilizado pela manipulação simbólica de objectos, espaços, hábitos e identidades que contribuem para a composição dos estilos de vida que ali se pretendem caracterizar.

Research
Support Tool
  For this 
refereed conference paper
Capture Cite
View Metadata
Printer Friendly
Context
Author Bio
Define Terms
Related Sites
Pay-Per-View
Social Sci Data
Social Theory
Online Forums
Legal Materials
Gov Policies
Media Reports
Action
Email Author
Email Others
Add to Portfolio



    Learn more
    about this
    publishing
    project...


Public Knowledge

 
Open Access Research
home | overview | program | call for papers | submission
papers | registration | organization | schedule | links
  Top